O cavaleiro dos Sete Reinos – George R.R. Martin

capacavaleiroQue conhecer um pouco de George Martin e o mundo de Gelo e Fogo, mas não gosta de ler séries de livros “intermináveis”? Ou deseja obter mais conhecimento sobre esse universo e deixar que mais teorias povoem sua mente? (Esse livro é para você!)

O cavaleiro dos Sete Reinos é uma história que se passa 90 anos antes de A Guerra dos Tronos (livro 1 das Crônicas de Gelo e Fogo). Mas não, não tenha medo você que já não aguenta mais ter crises de ansiedade por livros que possuem continuação, porque esse livro consiste em contos independentes. São três contos O cavaleiro andanteA espada juramentadaO cavaleiro misterioso, todos centrados em Dunk (Sor Duncan, o Alto), um cavaleiro andante. Continuar lendo “O cavaleiro dos Sete Reinos – George R.R. Martin”

Anúncios

Medieval: contos de uma era fantástica — Vários autores

9bc70257d86c3e510594fdfdeda8e322.jpgMedieval: contos de uma era fantástica é um livro que promete, mas será que ele chega a ser? Muitas pessoas tem elogiado o belo trabalho de edição e arte de capa produzido pela editora Draco, mas esse deve ser apenas a cereja do bolo. Lembre-se >>>”Não julgue um livro pela capa.”<<<

Continuar lendo “Medieval: contos de uma era fantástica — Vários autores”

Labirinto – A.C.H. Smith

Chegou o fim do ano! Nós do Clube do Livro queremos te dar de presente de natal uma resenha cheia de saudosismo: O Labirinto!

Continuar lendo “Labirinto – A.C.H. Smith”

O Estranho Misterioso — Mark Twain

Quer saber qual foi minha experiência ao ler O Estranho Misterioso? Então puxa a cadeira, chega mais e liga o som que esta é uma história hardcore. É, com certeza, uma história que suscita muitas reflexões e logo nas primeiras páginas me veio à memória a música Amaranth, da banda finlandesa Nightwish.

Continuar lendo “O Estranho Misterioso — Mark Twain”

Todo Dia — David Levithan

Imagine que cada dia de sua vida você acordasse no corpo de outra pessoa. O que você faria?

Emília: “Esse livro é diferente de tudo o que você já leu na sua vida, pode ter certeza absoluta!”

Continuar lendo “Todo Dia — David Levithan”

O Demonologista — Andrew Pyper

“Este é o caso mais convincente para provar — mais convincente que qualquer um da própria Bíblia — que o inferno é real. Não um fosso escaldante, não um lugar acima ou abaixo de nós, mas em nós, um lugar em nossa mente. Conhecer-nos a nós mesmos e, em troca, suportar a eterna lembrança de nossa solidão. Ser banido. Vagar sozinho. Qual é o verdadeiro fruto do pecado original? Individualidade!”

10968299_413124968846034_4905646630428992732_n

O livro conta a história de David Ullman, professor universitário especializado na figura do demônio. Por toda a sua vida, diz que desde sempre sentia que a escuridão estava presente, mas, no nascimento de sua filha, ela tinha se afastado um pouco. Quando a menina começa a dar seus primeiros passos, porém, lentamente as trevas voltam.

Continuar lendo “O Demonologista — Andrew Pyper”

Meu Pé de Laranja Lima — José Mauro de Vasconcelos

Ganhei esse livro em um encontro do Clube do Livro e, na primeira página, minha querida amiga e amante da literatura brasileira, Kah, teve a audácia de escrever a seguinte dedicatória:

“Este é com certeza o típico livro que você não deve e nem pode julgar pela capa, e muito menos pelo título… Este é um livro que vai mexer com seus sentimentos e apurar ainda mais a sua sensibilidade. Gostaria, enfim, de lhe propor um desafio: não chorar em nenhum momento do livro (uma coisa realmente impossível de ser feita)! Espero o resultado, heim?” (Kah)

Como pode me desafiar a não chorar!? 

Eu consegui manter o livro seco, mas não meus olhos…

Continuar lendo “Meu Pé de Laranja Lima — José Mauro de Vasconcelos”

Dicas de Natal

Que nós gostamos mais de livros, que livros são um grande presente para dar para quem amamos, a gente já sabe não é? Mas e se, além de ler, nós pudéssemos “vestir” essas histórias incríveis? O Clube do Livro especial de hoje traz dicas de presentes natalinos para ler, e usar!

Alice no País das Maravilhas

É a obra mais conhecida de Lewis Carroll (1832-1898), sendo considerada obra clássica da literatura inglesa. O livro conta a história de uma menina chamada Alice que cai em uma toca de coelho e vai parar num lugar fantástico povoado por criaturas peculiares e antropomórficas.

rosa

rosa

O livro faz brincadeiras e enigmas lógicos, o que contribuiu para sua popularidade. Carroll também faz alusões a poemas da era vitoriana e a alguns de seus conhecidos, o que torna a obra mais difícil de ser compreendida por leitores contemporâneos. É uma das obras escritas da literatura inglesa que tiveram mais adaptações na história do cinema, TV e teatro.
A edição da coleção de Clássicos da editora Zahar é bem legal, mas caso você já tenha o livro a nossa sugestão é uma ilustração especial, como essas da Jovi_Artwork 🙂

Continuar lendo “Dicas de Natal”

Estação Perdido — China Miéville

“Eu realmente quis mostrar como seriam as relações trabalhistas num universo fantástico. Outra coisa que sempre me incomodou é que, na literatura de fantasia, muitas vezes o racismo não é só um preconceito  é uma verdade ontológica. Raças não humanas se comportam de um jeito totalmente estereotipado. Mas não vejo por que um estereótipo racista deveria ser mais verdadeiro nesse tipo de mundo do que no nosso.”  China Miéville, em entrevista publicada pelo jornal Folha de São Paulo.

Embarcar em uma aventura de dois meses com a leitura de Estação Perdido foi uma experiência, digamos, inusitada.

Se, ao seu turno, a distopia fantástica weird de Miéville apresenta um universo próprio, com engrenagens particulares e raças alienígenas insetoides, por outro, revela uma assombrosa verdade sobre nossos vícios como sociedade, nosso lado feio, aquele que escondemos  por trás de metáforas e meias desculpas.

Fantasia que assusta por apresentar um portal direto para a realidade.

E aí, topa tomar um café comigo em Nova Crobuzon?

Continuar lendo “Estação Perdido — China Miéville”

À espera de um milagre — Stephen King

Falar desse livro é bem prazeroso. Conheci a história anos atrás, quando assisti ao filme baseado na obra, e me apaixonei. Já adianto que é uma história digna de todas as lágrimas. Agora, anos depois, recebo esse lindo presente de meu amor: o livro. Fugindo ao estilo que consagrou Stephen King como um escritor de terror, essa maravilhosa trama coloca em evidência outras habilidades do autor, entre elas a de emocionar. Ambientada nos anos 30, em plena Depressão Americana, a história conta com um cenário de total desespero e sufoco: a Penitenciária de Cold Mountain.

Continuar lendo “À espera de um milagre — Stephen King”