Bridget Jones: Louca pelo garoto – Helen Fielding

Você já conhece o Diário de Bridget Jones? Paula conta hoje um pouquinho sobre o terceiro livro dessa série que cresceu com muitos leitores e leitoras!

Vem conferir!

Continuar lendo “Bridget Jones: Louca pelo garoto – Helen Fielding”

Anúncios

O Mágico de Oz — L. Frank Baum

Tortinha de maçã com chocolate

capaozColocando um pouco mais de açúcar nesse blog, hoje vou falar da minha experiência atual com o clássico infantil O Mágico de Oz, de Lyman Frank Baum. Meu contato inicial com o mundo de Oz foi formado pelo cinema e TV. Assistia a interpretação de Judy Garland como Dorothy e, particularmente (muito particularmente), sempre sentia um soninho, mas também me encantava, principalmente  com sua voz angelical interpretando Somewhere over the rainbow.

Mas então, vamos falar do livro? Esqueça todas as referências sobre Oz que você absorveu nesse mundo cinematográfico, porque, afinal, a literatura é uma outra linguagem, vaga em um outro universo…

Continuar lendo “O Mágico de Oz — L. Frank Baum”

Pó de Livro # 1 – Tag Natalina

Fala galera!

Esse é o primeiro episódio do podcast do nosso blog, o “Pó de Livro”!
Chega mais e vem discutir com a Jovi, Karina, Emília e Juh sobre quem seriam os personagens literários mais incríveis para compor esse natal!

Continuar lendo “Pó de Livro # 1 – Tag Natalina”

Dicas de Natal

Que nós gostamos mais de livros, que livros são um grande presente para dar para quem amamos, a gente já sabe não é? Mas e se, além de ler, nós pudéssemos “vestir” essas histórias incríveis? O Clube do Livro especial de hoje traz dicas de presentes natalinos para ler, e usar!

Alice no País das Maravilhas

É a obra mais conhecida de Lewis Carroll (1832-1898), sendo considerada obra clássica da literatura inglesa. O livro conta a história de uma menina chamada Alice que cai em uma toca de coelho e vai parar num lugar fantástico povoado por criaturas peculiares e antropomórficas.

rosa

rosa

O livro faz brincadeiras e enigmas lógicos, o que contribuiu para sua popularidade. Carroll também faz alusões a poemas da era vitoriana e a alguns de seus conhecidos, o que torna a obra mais difícil de ser compreendida por leitores contemporâneos. É uma das obras escritas da literatura inglesa que tiveram mais adaptações na história do cinema, TV e teatro.
A edição da coleção de Clássicos da editora Zahar é bem legal, mas caso você já tenha o livro a nossa sugestão é uma ilustração especial, como essas da Jovi_Artwork 🙂

Continuar lendo “Dicas de Natal”

Não me abandone jamais — Kazuo Ishiguro

ishig.jpg
Capa da 2º edição brasileira de Never let me go.

Internato de Hailsham, Inglaterra, 1978.

Crianças brincam em um ambiente idílico, com natureza exuberante e um excessivo incentivo às expressões artísticas, colecionismo e permutas.

As crianças de Hailsham são “especiais”.

Entretanto, descobrir o que esta pequena palavra, “especial”, pode significar neste romance retro/distópico do premiado autor Kazuo Ishiguro, o fará, inevitavelmente, irromper em lágrimas, provocando um desconforto existencial que poucas obras conseguem evocar.

Continuar lendo “Não me abandone jamais — Kazuo Ishiguro”

O Exorcista — William Peter Blatty

O Exorcista é uma das obras de terror mais conhecidas no mundo, escrita pelo autor  William Peter Blatty, e lançado originalmente em 1971.

exorcismo-livres-de-todo-mal
San Francisco de Borja y el moribundo impenitente. Pintura de Goya, 1788.

 

O livro teria sido baseado nos registros de um caso real, alegadamente realizado em Mount Rainier, no estado de Maryland, EUA. O jornal The Washington Post, e supostamente outros periódicos locais, relataram o discurso de um padre feito numa sociedade de parapsicologia amadora, no qual ele teria afirmado haver exorcizado um demônio em um menino de 13 anos de idade.

O sofrimento teria durado cerca de seis semanas, findando em 19 de abril de 1949…

Realidade aterrorizante ou ficção?

Continuar lendo “O Exorcista — William Peter Blatty”

A menina submersa — Caitlin R. Kiernan

A menina submersa é um livro muito diferente! Nunca havia ouvido falar dele e, ao ganhar de presente da fofa da Ju ;), me encantei pela capa e pela beleza do livro… o devorei!

No entanto… se você está procurando um livro de leitura fácil, nem pense em chegar perto dele! Por quê? Vamos descobrir!

‘ “Vou escrever uma história sobre fantasmas agora”, ela datilografou. Uma história de fantasmas, com uma sereia e um lobo”, datilografou mais uma vez. Eu também datilografei.” – A Menina Submersa.

Continuar lendo “A menina submersa — Caitlin R. Kiernan”

Ler ou não ler, eis a questão — cinco peças para conhecer Shakespeare

Sobre este vídeo: “há mais coisas entre o céu e a terra do que pode imaginar nossa vã filosofia“.

Continuar lendo “Ler ou não ler, eis a questão — cinco peças para conhecer Shakespeare”

Como os livros eram encadernados antes da Revolução Industrial?

Disclaimer: Os nomes das partes do livro que eu coloquei aqui foram a minha tradução dos termos que são falados no vídeo. Para saber os nomes em português consulte o Matematicando.

Os livros de hoje são produzidos em massa por equipamentos automatizados. Porém, antes da mecanização da industria, páginas de livros eram unidas a mão, as capas eram feitas uma a uma, de forma bastante meticulosa, por talentosos artesãos no ofício da fabricação de livros.

Continuar lendo “Como os livros eram encadernados antes da Revolução Industrial?”

O Silêncio das Montanhas — Khaled Hosseini

O Silêncio das Montanhas é um livro diferente de tudo o que estes olhos já leram.

36730_
O autor!

Tenho de começar dizendo que Hosseini, o autor, é um exímio cativador de mentes e contador de histórias.

Meu primeiro contato com ele foi com o livro O Caçador de Pipas, que, por sinal, me fez chorar muito e refletir durante dias (em breve resenha aqui 😉 ).

O Silêncio das Montanhas só me fez ser mais fã ainda do autor.

“Em nome de Alá, o mais benevolente, o mais piedoso.” — O Silêncio das Montanhas

Continuar lendo “O Silêncio das Montanhas — Khaled Hosseini”