Não me abandone jamais — Kazuo Ishiguro

ishig.jpg
Capa da 2º edição brasileira de Never let me go.

Internato de Hailsham, Inglaterra, 1978.

Crianças brincam em um ambiente idílico, com natureza exuberante e um excessivo incentivo às expressões artísticas, colecionismo e permutas.

As crianças de Hailsham são “especiais”.

Entretanto, descobrir o que esta pequena palavra, “especial”, pode significar neste romance retro/distópico do premiado autor Kazuo Ishiguro, o fará, inevitavelmente, irromper em lágrimas, provocando um desconforto existencial que poucas obras conseguem evocar.

Continuar lendo “Não me abandone jamais — Kazuo Ishiguro”

As Cavernas de Aço — Isaac Asimov

  1. YWEgXsMUm robô não pode ferir um ser humano ou, por inação, permitir que um ser humano venha a ser ferido.
  2. Um robô deve obedecer as ordens dadas por seres humanos, exceto nos casos em que tais ordens entrem em conflito com a Primeira Lei.
  3. Um robô deve proteger sua própria existência desde que tal proteção não entre em conflito com a Primeira ou com a Segunda Lei.

“Em Nova York, o investigador da polícia Elijah Baley é escalado para investigar o assassinato de um embaixador dos Mundos Siderais.

A rede de intrigas envolve desde sociedades secretas até interesses interplanetários, mas nada o preocupa tanto quanto seu parceiro no caso, cuja eficiência pode tomar seu emprego, algo cada vez mais comum.”

Pois seu parceiro é um robô.

Publicado no início da década de 1950, As Cavernas de Aço é o primeiro romance da consagrada Série dos Robôs de Isaac Asimov, mesclando de forma magistral os gêneros ficção científica e literatura policial.”

Continuar lendo “As Cavernas de Aço — Isaac Asimov”

Personagens fictícios inspirados em pessoas reais: Alice Pleasance Liddell

Você já se imaginou andando por ai e dar de cara com ninguém mais ninguém menos que… Lord Voldemort?

Loucura né? Definitivamente, se Voldemort fosse real isso não seria um bom sinal, por motivos óbvios. Mas fiquem tranquilos, nós não viemos aqui trazer essa estranha notícia e falar por ai sobre aquele que não deve ser nomeado…

Para aqueles que adorariam que as histórias dos livros tomassem vida! Eis uma revelação:

*** Muitos autores inspiram suas histórias em eventos e pessoas cotidianas*** 😀

O que significa que dentro de cada um de nós, existe o potencial para ser o herói 😎 ou o vilão 😈 de nossas próprias histórias! (eu espero que vocês escolham o lado da Luz, apesar de Darth Vader ser estiloso)

giphy.gif

As matérias “Personagens fictícios inspirados em pessoas reais” apresentaram ao leitor pessoas reais, que fizeram parte da vida dos nossos queridos autores

Hoje vamos começar por uma menina nascida no século XIX, que, junto com suas irmãs, inspirou um matemático a produzir um dos livros infantis mais conhecidos da história.

Continuar lendo “Personagens fictícios inspirados em pessoas reais: Alice Pleasance Liddell”

O Fim da Eternidade – Isaac Asimov

eternidade_frente_altaImagine se um dia o ser humano conseguisse dominar a viagem no tempo. Será que a tecnologia seria usada para finalmente revelar os grandes mistérios da humanidade? Será que alguém iria testar o paradoxo do avô? Será que veremos esse dia chegar?

Essas são perguntas que surgem naturalmente ao se falar de uma tecnologia tão fascinante e perigosa.

Mesmo assim, imagine que o grande dia chegou, a viagem, ou melhor, o controle do tempo, foi dominado. E agora?

Continuar lendo “O Fim da Eternidade – Isaac Asimov”

Moça Com Brinco de Pérola – Tracy Chevalier

Profundidade singela e genialidade

É sempre uma experiência única fechar um livro e continuar ligada a ele. Aquele livro onde não importa quantas páginas li hoje porque nem vi elas passarem, apressadas, diante dos meus olhos. Só as virei.

Continuar lendo “Moça Com Brinco de Pérola – Tracy Chevalier”