Não me abandone jamais — Kazuo Ishiguro

ishig.jpg
Capa da 2º edição brasileira de Never let me go.

Internato de Hailsham, Inglaterra, 1978.

Crianças brincam em um ambiente idílico, com natureza exuberante e um excessivo incentivo às expressões artísticas, colecionismo e permutas.

As crianças de Hailsham são “especiais”.

Entretanto, descobrir o que esta pequena palavra, “especial”, pode significar neste romance retro/distópico do premiado autor Kazuo Ishiguro, o fará, inevitavelmente, irromper em lágrimas, provocando um desconforto existencial que poucas obras conseguem evocar.

Continuar lendo “Não me abandone jamais — Kazuo Ishiguro”

As Cavernas de Aço — Isaac Asimov

  1. YWEgXsMUm robô não pode ferir um ser humano ou, por inação, permitir que um ser humano venha a ser ferido.
  2. Um robô deve obedecer as ordens dadas por seres humanos, exceto nos casos em que tais ordens entrem em conflito com a Primeira Lei.
  3. Um robô deve proteger sua própria existência desde que tal proteção não entre em conflito com a Primeira ou com a Segunda Lei.

“Em Nova York, o investigador da polícia Elijah Baley é escalado para investigar o assassinato de um embaixador dos Mundos Siderais.

A rede de intrigas envolve desde sociedades secretas até interesses interplanetários, mas nada o preocupa tanto quanto seu parceiro no caso, cuja eficiência pode tomar seu emprego, algo cada vez mais comum.”

Pois seu parceiro é um robô.

Publicado no início da década de 1950, As Cavernas de Aço é o primeiro romance da consagrada Série dos Robôs de Isaac Asimov, mesclando de forma magistral os gêneros ficção científica e literatura policial.”

Continuar lendo “As Cavernas de Aço — Isaac Asimov”

O Fim da Eternidade – Isaac Asimov

eternidade_frente_altaImagine se um dia o ser humano conseguisse dominar a viagem no tempo. Será que a tecnologia seria usada para finalmente revelar os grandes mistérios da humanidade? Será que alguém iria testar o paradoxo do avô? Será que veremos esse dia chegar?

Essas são perguntas que surgem naturalmente ao se falar de uma tecnologia tão fascinante e perigosa.

Mesmo assim, imagine que o grande dia chegou, a viagem, ou melhor, o controle do tempo, foi dominado. E agora?

Continuar lendo “O Fim da Eternidade – Isaac Asimov”

Star Wars: Kenobi – John Jackson Miller

“As vezes é preciso perder tudo para encontrar seu verdadeiro caminho” – Obi Wan Kenobi

kenobi“Kenobi” é o primeiro livro que leio da série de títulos relacionados ao universo expandido de Star Wars. Já vou logo dizendo, antes de qualquer outra consideração: me surpreendi muito com ele.

A capa belíssima da editora Aleph chama a atenção de cara. Outra coisa que chama atenção pode ser o tamanho, um “calhamaço” de 528 páginas. No entanto, relaxa, depois que você começar a ler não vai soltar mais e, se tiver tempo, vai acabar em uma semana. Aposto.

Foi exatamente o que aconteceu comigo. Bom, não foi em uma semana… Foi menos.

Continuar lendo “Star Wars: Kenobi – John Jackson Miller”