BEFORE SUNRISE and BEFORE SUNSET – Richard Linklater

“Celine : Todos esses casais esperam, depois de anos vivendo juntos, que a paixão, o desejo que consome, continue o mesmo do começo. Mas isto é impossível.” – Before Sunset, tradução nossa.

Fala povo! Dia dos namorados chegou e a equipe do Clube do Livro não podia deixar essa data passar em branco sem uma indicação de leitura maravilhosa, não é mesmo? No lugar de romances com quilos de açúcar caramelizado, escolhi trazer uma história de amor “real”, com todos os percalços que a vida inevitavelmente nos impões.

beforesunset

O livro de hoje não é um livro, é um roteiro. Na verdade, dois.

Confuso? Nem tanto! Fica com a gente para descobrir!

Continuar lendo “BEFORE SUNRISE and BEFORE SUNSET – Richard Linklater”

Bridget Jones: Louca pelo garoto – Helen Fielding

Você já conhece o Diário de Bridget Jones? Paula conta hoje um pouquinho sobre o terceiro livro dessa série que cresceu com muitos leitores e leitoras!

Vem conferir!

Continuar lendo “Bridget Jones: Louca pelo garoto – Helen Fielding”

O Sol é Para Todos — Harper Lee

“Queria que você a conhecesse um pouco, soubesse o que é a verdadeira coragem, em vez de pensar que coragem é um homem com uma arma na mão. Coragem é fazer uma coisa mesmo estando derrotado antes de começar — prosseguiu Atticus. — E mesmo assim ir até o fim, apesar de tudo.” (p. 143.)

Essa passagem ilustra uma das partes mais bonitas do livro e, na minha opinião,  a essência de toda a história.

A vida dos personagens Atticus, Jem, Dill e de todos os moradores da pequena cidade de Maycomb é narrada pela esperta e maravilhosa menina Scout. Eles vivem no início dos anos 30, nos Estados Unidos, uma época em que negros e brancos são vistos de forma beeem diferentes…

O enredo do livro gira em torno dos sentimentos e opiniões dos moradores sobre o julgamento de um negro acusado de estuprar uma branca. Atticus, pai de Jem e Scout, é o advogado designado para atuar na defesa do rapaz.

66_o-sol-e-para-todos

Ao pegar o livro para ler, acreditei que seria algo que giraria apenas em torno do preconceito racial e uma disputa judicial. Não digo que não é sobre isso, mas é muito mais. Continuar lendo “O Sol é Para Todos — Harper Lee”

Todo Dia — David Levithan

Imagine que cada dia de sua vida você acordasse no corpo de outra pessoa. O que você faria?

Emília: “Esse livro é diferente de tudo o que você já leu na sua vida, pode ter certeza absoluta!”

Continuar lendo “Todo Dia — David Levithan”

Saga Encantadas: veneno – Sarah Pinborough

ca.jpg

O livro Veneno é o primeiro da saga “Encantadas”, escrita pela autora Sarah Pinborough. Trata-se de uma releitura do conto A Branca de Neve, entretanto, engana-se quem pensa ser algo infantil. Muito pelo contrário…

Continuar lendo “Saga Encantadas: veneno – Sarah Pinborough”

Rainha da Tempestade – Marion Zimmer Bradley

“Houvera um tempo na história do Comyn em que promovíamos uma reprodução seletiva, a fim de fixar esses dons em nossa herança racial; foi uma época de grande tirania e não um tempo de que nos lembremos com orgulho”(Lady Rohana – A corrente rompida)

rainha-da-tempestade-livroImagine um universo onde algumas pessoas, de uma determinada origem genética, possuam um “dom”, chamado de laran, que é capaz de lhes proporcionar “poderes” como: telepatia, presciência e voz de autoridade. Para desenvolver e aprimorar esse laran houveram programas de reprodução onde homens e mulheres eram selecionados minuciosamente para gerar descendentes fortes com o poder adequado.

Por conta desses programas de reprodução, os partos eram cada vez mais difíceis, o que acarretava, geralmente, na morte do bebê ou da mãe. Ainda somava-se o fato de que a criança que chegasse à vida adulta poderia morrer de uma “doença do limiar” (a transição da infância para a vida adulta). Em meio à tudo isso ainda existem reinos, soberanos e um sistema de “direito de nascimento”, o que para nós não é estranho. Significava que o rei precisa ter um filho homem legítimo para passar seus domínios, ou estará fadado ao caos.

Continuar lendo “Rainha da Tempestade – Marion Zimmer Bradley”

Não me abandone jamais — Kazuo Ishiguro

ishig.jpg
Capa da 2º edição brasileira de Never let me go.

Internato de Hailsham, Inglaterra, 1978.

Crianças brincam em um ambiente idílico, com natureza exuberante e um excessivo incentivo às expressões artísticas, colecionismo e permutas.

As crianças de Hailsham são “especiais”.

Entretanto, descobrir o que esta pequena palavra, “especial”, pode significar neste romance retro/distópico do premiado autor Kazuo Ishiguro, o fará, inevitavelmente, irromper em lágrimas, provocando um desconforto existencial que poucas obras conseguem evocar.

Continuar lendo “Não me abandone jamais — Kazuo Ishiguro”

A menina submersa — Caitlin R. Kiernan

A menina submersa é um livro muito diferente! Nunca havia ouvido falar dele e, ao ganhar de presente da fofa da Ju ;), me encantei pela capa e pela beleza do livro… o devorei!

No entanto… se você está procurando um livro de leitura fácil, nem pense em chegar perto dele! Por quê? Vamos descobrir!

‘ “Vou escrever uma história sobre fantasmas agora”, ela datilografou. Uma história de fantasmas, com uma sereia e um lobo”, datilografou mais uma vez. Eu também datilografei.” – A Menina Submersa.

Continuar lendo “A menina submersa — Caitlin R. Kiernan”

O Castelo Animado – Diana Wynne Jones

o-castelo-animado-diana-wynne-jones-mdf.jpg

Fala galera! Beleza?!

Nossa resenha de hoje está recheada de MAGIA! E das boas, viu? Prepare-se para  conhecer um legítimo demônio do fogo, magos temperamentais, feiticeiras sem coração, jovens amaldiçoadas, chapéus malucos, espantalhos falantes e muito mais! Bem vindos ao castelo animado do mago Howl!

“- Eu vivo muito bem com um nome simples – disse Sophie quando dobraram numa rua abençoadamente estreita e fresca./ – Não podemos ser todos iguais – retrucou Howl” – O Castelo Animado, p.172.

Continuar lendo “O Castelo Animado – Diana Wynne Jones”

Comer, rezar, amar – Elizabeth Gilbert

“Aprenda a lidar com a solidão. Aprenda a conhecer a solidão. Acostume-se a ela, pela primeira vez na sua vida. Bem – vinda à experiência humana. Mas nunca mais use seu corpo ou as emoções de outra pessoa como um modo de satisfazer seus próprios anseios não realizados.”

comer-rezar-amar_1280x1024Ao começar a ler essa maravilha de livro me assustei, me deparei com uma imagem minha refletida na personagem. Não sei se foi o fato de começar a lê-lo na famosa e criada “crise dos 30” que muitas das mulheres passam, mas o fato é que ao longo da história você reflete sobre seu próprio ser.

Mas..vamos à história … Continuar lendo “Comer, rezar, amar – Elizabeth Gilbert”