Kiss of Deception – Mary E. Pearson

Uma história que tinha tudo para ser rasa: a princesa foge do casamento arranjado entre reinos e é perseguida pelo príncipe abandonado e um assassino de outro reino que precisa matá-la por razões políticas. No fim das contas, um quase triângulo amoroso acontece. Bobo e previsível, sem nenhuma profundidade, passatempo barato, certo? NÃO MESMO!

Continuar lendo “Kiss of Deception – Mary E. Pearson”

Persuasão – Jane Austen

7n8a9922
Persuasão – Jane Austen. Edição comentada, Zahar, 2012.

      Persuasão é o livro final da aclamada escritora inglesa Jane Austen, lançado após sua morte prematura em decorrência de uma doença até os dias de hoje desconhecida. É muito curioso pensar em Austen como essa mulher, solteira até o fim, que escrevia livros em uma época em que a rígida “moral e bons costumes” vitorianos imperava até os ossos. Não, ela não estava à frente de nenhuma revolução de melhorias para si e suas companheiras de infortúnio (que no caso era qualquer indivíduo que tivesse tido o azar de nascer do sexo feminino), seus escritos tão pouco revelam grandes arroubos por liberdade. Gosto de pensar, no entanto, que a grande revolução desta autora, era o fato de não se perder na invisibilidade imposta às mulheres. E de escrever.
Continuar lendo “Persuasão – Jane Austen”

DESAFIO LITERÁRIO 2020!

Chegando o final de ano uma boa pedida é aderir à um ou vários dos desafios literários que começam a pipocar de todos os lados. Por aqui, resolvi fazer o desafio da Livraria Cultura! O desafio é de 2018, mas substitui o número antigo por “2020” e ficou tudo certo! 😅

Bora conferir o que deu?

Continuar lendo “DESAFIO LITERÁRIO 2020!”

A menina do outro lado – Nagabe

VALERIA.jpg
Edição da Darkside Books para o mangá “A menina do outro lado, de Nagabe. Foto por Valéria Fabri

E chegou o natal!

Para comemorar essa data que tem por objetivo unir as famílias (por mais complicadas que elas possam ser), trouxemos para vocês uma resenha amorzinho de um mangá muito bonito, nos mais variados sentidos que essa palavra pode assumir: “A menina do outro lado”, de Nagabe.

Continuar lendo “A menina do outro lado – Nagabe”

“Deve haver alguma coisa nos livros”: reflexões sobre Fahrenheit 451, Bacurau e Matrix

*Pode conter spoillers das obras “Bacurau” e “Fahrenheit 451”.

O que faríamos se os livros fossem tornados pó, todos eles?

Continuar lendo ““Deve haver alguma coisa nos livros”: reflexões sobre Fahrenheit 451, Bacurau e Matrix”

Drácula – Bram Stoker

“A que lugar eu fora, e com que tipo de gente me metera? Que espécie de aventura sinistra era aquela em que  eu embarcara? Seria um acontecimento corriqueiro na vida de um assistente de procurador enviado para explicar a compra de uma propriedade em Londres a um estrangeiro?” – Drácula, p.24

Século XIX, um lugar repleto de superstições aguarda um procurador chegar para visitar um velho conde em seu castelo. Deveria ser uma visita de negócios comum…. assim seria, se o velho senhor não fosse o vampiro conhecido como “Drácula”….

Continuar lendo “Drácula – Bram Stoker”

Aurora nas Sombras – Kerascoet & Fabien Vehmann

51UdjkEVb9L._SX347_BO1,204,203,200_Uma HQ aparentemente fofa, possivelmente infantil, com uma protagonista criança, cheia de cores vibrantes. Parece que vai ser uma leitura leve não é? Talvez um presente de natal para seu filho de oito anos… Só que não.

Continuar lendo “Aurora nas Sombras – Kerascoet & Fabien Vehmann”

Clube da Luta – Chuck Palahniuk

“Somos filhos do meio da história, criados pela televisão para acreditar que algum dia seremos milionários, astros de filmes ou da música, mas não seremos. E estamos entendendo isso agora” – Clube da Luta, p.166.

51f2452719   Sim, eu já havia visto o filme “Clube da Luta” dirigido pelo aclamado David Fincher e estrelado por nomes de peso, como Edward Norton, Brad Pitt e Jared Leto. Sim, me lembro de ter achado um ótimo filme, mas ele não tinha me impactado de fato. Não até agora.

Continuar lendo “Clube da Luta – Chuck Palahniuk”

Dois para conquistar – Marion Zimmer Bradley

bf7f49461dafca727d9f597109b8ef0e--marion-cover-art
Arte de David A. Cherry

Acredite se quiser, mas esta é uma história sobre redenção e empatia.

Dois para conquistar” não é recomendável para aqueles que querem começar a ler os livros da série Darkover. E menos recomendável ainda caso este seja o seu primeiro contato com a autora. Porque? Bem, esta história tem como personagem principal um ser odiável que se divide entre o herói e o vilão (talvez, mais vilão).

“Algo lhe passou pela memória, sempre fora perigoso espionar os mistérios femininos e, por essa razão, todas as sociedades sensatas sempre haviam proibido os mistérios das mulheres.” (Dois para conquistar)

Continuar lendo “Dois para conquistar – Marion Zimmer Bradley”

O noivo da princesa – William Goldman

O_NOIVO_DA_PRINCESA_1232490175BWilliam Goldman (personagem e autor da história), é um renomado escritor e roteirista, ele inicia este livro nos contando sobre sua infância… Quando era criança, apesar de ser um garoto muito imaginativo, ele não gostava de ler (no início)… mas nós sabemos que ele se torna um escritor. O que acontece? O que eu perdi então?

Querido leitor, acontece com Goldman algo que já aconteceu com você, isso mesmo. Acontece seu primeiro livro, e depois dele, não existe volta. O primeiro livro de William Goldman foi O noivo da princesa, de S. Morgenstern, o “livro de despertar” de Goldman para o universo da leitura e que mudou sua vida para todo o sempre. Na verdade ele nunca havia lido esse livro, mas seu pai leu para ele quando William era criança e ficou doente.

Continuar lendo “O noivo da princesa – William Goldman”