O Exorcista — William Peter Blatty

O Exorcista é uma das obras de terror mais conhecidas no mundo, escrita pelo autor  William Peter Blatty, e lançado originalmente em 1971.

exorcismo-livres-de-todo-mal
San Francisco de Borja y el moribundo impenitente. Pintura de Goya, 1788.

 

O livro teria sido baseado nos registros de um caso real, alegadamente realizado em Mount Rainier, no estado de Maryland, EUA. O jornal The Washington Post, e supostamente outros periódicos locais, relataram o discurso de um padre feito numa sociedade de parapsicologia amadora, no qual ele teria afirmado haver exorcizado um demônio em um menino de 13 anos de idade.

O sofrimento teria durado cerca de seis semanas, findando em 19 de abril de 1949…

Realidade aterrorizante ou ficção?

“Assim como o brilho breve dos raios de sol não é notado pelos olhos dos homens cegos, o começo do horror passou despercebido; com o guincho do que ocorreu em seguida, o início foi, na verdade, esquecido e talvez não relacionado de forma alguma ao horror. Era difícil saber.”

pazuzudemonassyria1stmillenniumbce
Estátua de Pazuzu, Museu do Louvre.

Um jesuíta chamado Merrin lidera uma escavação arqueológica no norte do Iraque a fim de estudar relíquias antigas.

As descobertas de uma estatueta do demônio Pazuzu, considerado pela antiga crença mesopotâmica e de regiões próximas como o rei dos demônios e senhor dos ventos, e uma moderna medalha de São José se justapõem curiosamente, promovendo uma série de presságios que alertam o religioso.

Em breve, ele teria um confronto com um mal poderoso, que, por sinal, ele já havia enfrentado antes.

No mesmo momento em que esses fatos se dão no Oriente Médio, em Georgetown (Washington, D.C.), conhecemos a história de uma menina chamada Regan MacNeil.

Regan mora com a mãe, uma famosa atriz chamada Chris. As duas tinham uma vida tranquila e muito feliz, mas algo estava estranho… O passatempo preferido de Regan era brincar com um tabuleiro Ouija esquecido no porão.

A menina sempre dizia poder se comunicar com seu “amigo imaginário” através do tabuleiro, mas Chris nunca acreditou que aquilo poderia ser algo perigoso (quem tem um tabuleiro desse em casa e deixa uma criança brincar? Mas vamos lá!).

Ao longo dos dias, a menina começa a ficar aparentemente doente. Adquire uma personalidade muito distante da sua e a mãe começa a recorrer a vários médicos, sem sucesso.

A situação de Regan só vai se agravando. A jovem começa a ter convulsões e sentir sua cama tremer durante a noite. Além disso, a menina profere palavrões, tem comportamentos agressivos e vai, gradativamente, perdendo sua ternura e ingenuidade de forma inexplicável.

como-fazer-ritual-de-exorcismo
Cena do filme O Exorcista, de 1973.

Sem saber mais o que fazer, a mãe, desesperada, recorre ao padre Karras, pedindo que este vá até sua casa para ajudar Regan.

Após avaliar a menina, ele começa a busca pela autorização do bispo para realizar o ato de exorcismo, porém, é aconselhado a recorrer a alguém que já tenha experiência nessa área, e o padre Lankester Merrin é o convocado (lembra dele?).

Quer saber o que acontece com Regan, Merrim e companhia? Vem ler o livro de Blatty!

exorcismo-darkside-filme-03
Cena do filme O Exorcista, 1973.

Opinião da leitora…

O livro já começou a me prender pela capa.

O Exorcista.jpg
Capa do livro O Exorcista, editora Nova Fronteira, 2015.

Já tinha assistido ao filme, o que, por sinal, foi uma experiência “engraçada”.

Desde pequena minha mãe me falava desse filme e me dizia: “filha, nunca assista, eu não dormi durante duas semanas”. Ela assistiu no cinema, quando lançou, e eu fiquei com esse medo latente pela vida toda, até que meu namorado colocou o filme pra gente ver… Como eu criei uma expectativa exacerbada quanto ao terror contido no filme, acabei não ficando com medo. Decepcionei a todos! rsrsrs

Mas…

Ao ler o livro, fiquei com aquela sensação de que, se tivesse um barulho na casa, eu seria capaz de sair correndo!

O livro todo é contado em terceira pessoa, a narrativa é muito profunda e realista, o que torna a experiência ainda mais impactante e amedrontante!

É um título no qual a simples menção a seu nome causa calafrios e curiosidade aos amantes do terror. Apesar da minha experiência com o filme, eu recomendo MUITO ver o filme após ler o livro.

A adaptação é maravilhosa, sem contar toda a especulação que se faz a respeito do destino dos atores do filme.

Fatos bizarros compõem o conjunto de lendas que cercam “O exorcista”. Atores morreram e precisaram ser substituídos na trama, barulhos estranhos  nos sets e o grande incêndio ainda inexplicável que arrasou todo o cenário, atrasando muito as gravações.

É isso, gente! Espero que gostem! E fiquem com este lindo sorriso:

gify.gif

 

five starsEmília

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s