Stonehenge — Bernard Cornwell

stoned_jenga_by_billy2917.jpg
Arte de billy2917

Quando uma coisa grandiosa está para ser feita, normalmente se destina à chamar atenção de gerações de homens e uma legião de deuses e espíritos…

Stonehenge me lembrou de alguma forma a obra Os pilares da terra, onde grandes feitos revelam grandes histórias….  Alguns  deles pedem obras divinas, em nome de Deus, para prestígio próprio — e isso não parece acabar bem na maior parte das vezes.


FotorCreated

StonehengeO mundo em que vivemos não parece tão distante assim do mundo de nossos antepassados. Apesar do avanço tecnológico e das maneiras mais diversas de nos comunicarmos e organizarmos nossa vida, ainda somos muito supersticiosos… Costumamos observar acontecimentos como sinais, presságios.

É incrível perceber como ainda almejamos que o mundo mude, que não haja mais dor, nem fome, nem inverno (e por morar em um país tropical, acho que nem este verão que temos por aqui!).! Achamos que a úncia solução para nossos problemas só poderá ser resolvida por uma ação quase mística.

camaban_by_enife-d4q8zjr.jpg
Camaban, irmão de Saban. FanArt de Enife.

O livro em questão, Stonehenge, trata da construção da própria Stonehenge, ambientada no final da Idade do Bronze. Um leitor que conheça mais sobre esse assunto vai sacar isso logo de cara, pois a trama se inicia devido à captura de um inimigo que levava consigo alguns triângulos de ouro, ou seja, perto daquela região, alguma tribo já manipulava peças de ouro.

Comum nos romances de Bernard Cornwell, esta é uma história salpicada de fatos que aconteceram, apesar da história ser totalmente ficção. É o primeiro romance de Cornwell que li e recomendo fortemente, principalmente para aqueles que odeiam sagas e trilogias. Esta é uma história que não se abre para eventos futuros, ela termina em si mesma.

Não temos aqui um personagem principal propriamente dito, acompanhamos muitos eventos acontecidos com Saban, o filho do chefe da tribo principal, mas não acredito que haja um personagem acima da trama que envolve a construção da Stonehenge.

Cornwell encheu meus pensamentos e sonhos com seu livro! Acolhi um personagem favorito e chorei por e com ele… Acho que acabei puxando cada uma daquelas pedras também, só pra ver aquele tormento acabar.

stonehenge-509914_960_720.jpg
O livro de Cornwell nos deixa curiosos e com vontade de conhecer a Stonehenge.

Termino aqui com uma das frases de Hengall, que ele diz no início do livro, para seu filho Saban:

[…] ser chefe não significa que possa fazer o que quer. As pessoas não sabem disso. Elas querem heróis, mas os heróis fazem com que seu povo seja morto. Os melhores chefes sabem disso. Sabem que não podem transformar a noite no dia. Eu só posso fazer o que é possível, nada mais.

Hengall

estrelas copy

JULIA

Anúncios

6 comentários em “Stonehenge — Bernard Cornwell

  1. Oi Ju,
    Adoro o Cornwell, mas esse foi um livro que não foi. Já tinha lido vários dele antes de ler esse. Li umas 200 páginas e desisti. Tenho que tentar de novo.
    Recomendo a leitura dos outros, são muito bons. Meu primeiro contato com ele foi com As Crônicas Saxônicas, é excelente, mas ele ainda está escrevendo (nem tá definido quantos livros serão, acho que já saiu 9).
    Estou lendo a série Ciclo de Avalon, da Marion Zimmer Bradley e Diana L. Paxson, e em Os Ancestrais de Avalon eles falam sobre a construção do Stonehenge. Depois dessa leitura fiquei com mais vontade ainda de tentar acabar o do Cornwell para comparar as duas histórias.
    beijos
    Rafa

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Rafa! Obrigada pelo comentário! (*-*)

      Bom outro livro que tenho do Cornwell aqui em casa para ler é o 1356 – tá na fila esperando para ser lido, mas agora vou subi-lo na posição depois de suas recomendações do autor.
      Sei que as Crônicas Saxônicas é um livro que quem ama cultura nórdica e histórias Vikings deve ler. Mas eu ainda não tive coragem de colocá-lo na lista de desejados…

      Sobre Marion Zimmer Bradley, eu ainda estou entrando no universo “Drakover” com “A Rainha da Tempestade”, (que vergonha a minha não tê-la conhecido), estou gostando bastante. Eu não sei se todo livro dela é assim, mas sinto que ela passa uma carga muito interessante sobre o papel feminino e masculino (mitos e equívocos que temos) em meio aquela história, ela dá muitas alfinetadas, e acho que isso é bem legal. É um livro que depois de lê-lo não serei a mesma pessoa – com certeza.

      Sobre Stonehenge de Cornwell, bem, quando eu li não conhecia nenhuma outra história do autor então fui sem expectativas, e também um pouco desconfiada. Tem uma parte do livro que é meio cansativa e Camaban é um dos personagens que me irritou profundamente – porque é o tipo que você não consegue entender.

      De verdade adoraria ler um texto que comparasse as duas histórias – de Cornwell e de Marion Zimmer Bradley sobre a construção de Stonehenge. São autores que têm características marcantes na forma de construir as histórias. Vou aguardar essa publicação no seu Blog então 😉

      Curtido por 1 pessoa

      1. Oi Julia,
        Acho que parei de ler na parte que ficou cansativo, nem lembro o nome dos personagens, faz muito tempo que li. Se conseguir acabar ele da próxima vez, faço um texto comparando as duas histórias. 😉
        Sobre a Marion, o primeiro contato que tive com ela foi em As Brumas e não sei como não li antes. Ela é demais. Em As Brumas ela levanta muito o papel da mulher na sociedade e como isso mudou com o cristianismo.
        Beijos

        Curtido por 2 pessoas

      2. Rss sei como é, eu abandonei “O mundo de Sofia”, e também tenho medo de tetar começar a ler de novo e me decepcionar depois da parte que eu empaquei. :/
        Mas realmente fiquei curiosa em ler uma matéria comparando os 2 livros ♥
        Bjs. (obs: adoro seus comentários)

        Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s